Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Acontece Aos sete mares

Aos sete mares

Um apelo ao humano que habita em nós.

Cada canto cada traço

Cada cílio todo poro

Me falam do humano

Que desabitou você

Desatracou do porto

Onde você adernava

Sem içar suas velas

Barco sem navegar

 

Onde a sua força 

A sua verve a sua proa 

E o seu leme?

Onde esse humano

Que esteve um dia

Em sua pele

Curtida a sal

Batida ao vento?

 

Nauta nem de si

Busca só fundear

Sua alma sazonal

E assim nada avista

Farol nem bússola

Zênite da alma

Ou singradura

Ações do documento
« Novembro 2017 »
Novembro
DoSeTeQuQuSeSa
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930