Você está aqui: Página Inicial Verso e prosa Poesia Sensaboria

Sensaboria

SENSABORIA

 

Extinta esta chama já alta

Serei carvão frio inerte

Silêncio por trás dos olhos

Deserto no forro da língua

Estarei neste sítio ou tempo

O quanto baste e hesite

Até esta vasta sensaboria

Fazer-me lembrar de existir

Não vem? Eu vou

Rompendo pactos

Com meu destino

 

Ações do documento
« Novembro 2019 »
Novembro
DoSeTeQuQuSeSa
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930