Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Verso e prosa Poesia Perspectiva

Perspectiva

PERSPECTIVA

 

Na margem da avenida

dos carros,

da chuva,

da gente

anônima,

vi

restos de árvores

mutiladas, mudas,

patéticas como o grito

de um louco.

Tocos de árvores

pintadas de preto-amarelo

(sinais de trânsito

que ninguém notou).

 

 

Ações do documento
« Dezembro 2017 »
Dezembro
DoSeTeQuQuSeSa
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31