Você está aqui: Página Inicial Verso e prosa Poesia Ontem

Ontem

Ontem Ficamos falando da vida como se a morte não fosse irmã O gosto de frutas parecia pungente na boca E pulávamos regatos, quase infantes de fábulas renascentistas Sua mão se atrevia, sua língua, seu falo Tudo na sua fala feita matéria, cheiro e gosto Isso foi ontem? Para mim, seria hoje Não fosse sua ausência imensa A barulhar na minha cama vazia

Ontem.doc — Microsoft Word Document, 21Kb

Ações do documento
« Julho 2019 »
Julho
DoSeTeQuQuSeSa
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031