Você está aqui: Página Inicial Verso e prosa Poesia Lumiar

Lumiar

LUMIAR Será que você tem sal? Será que também cheira a erva? Que medidas o seu abraço abarca? O gosto da sua boca é doce? É de fruta? Caramelo? Qual a textura do seu cabelo? Onde é que você tem pelos? Sigo os seus gestos, adivinho os seus afetos na vigília, ao dormir, ao acordar. Delineio você, figura alta e ereta, embalando sonhos, debulhando a vida que eu, antena sensível nesse tanto de distância, passo os meus dias a imaginar...

LUMIAR.doc — Microsoft Word Document, 21Kb

Ações do documento
« Novembro 2019 »
Novembro
DoSeTeQuQuSeSa
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930